Seminário SISOTEC

SISOTEC  2015 é realizado com grande sucesso

 O seminário  integrado de segurança operacional, tecnologia e cultura ocorreu com a presença das autoridades do exercito, marinha e aeronáutica

O evento realizado neste sábado (13),  no auditório do Instituto Toledo de ensino foi consolidado com grande sucesso. O Aeroclube de Ibitinga  estava presente por meio de seus representantes. Os diversos painéis e debates foram registrados  e traziam necessidades registrados no ambiente da aviação.O primeiro painel tratou das necessidades e dos impactos de novas tecnologias, como automação, na operação de sistemas complexos em ambiente de risco, assim como os desafios específicos de diferentes aviações e os ensaios em voo de novos sistemas e conceitos.

Os palestrantes Prof. Dr. Fernando Catalano,  Chefe do Departamento de Engenharia Aeronáutica da Escola de Engenharia da USP – SC , introduziu  o tema do Painel trazendo uma visão, do ponto de vista de Segurança Operacional e engenharia, das necessidades, desafios e oportunidades para o projeto, a construção e a operação de novos sistemas. O Cel. Av. Hayato Toda, Diretor do Instituto de Ensaios em Voo do DCTA – São José dos Campos mencionou que antes de entrar em operação nas diversas aviações, todo equipamento deve passar por uma sequência definida de testes no solo e ensaios em voo. Esta palestra apresenta a importância, a metodologia e as limitações dos ensaios de novas tecnologias, assim como a interpretação correta que o usuário deve ter dos resultados para voar com segurança. O palestrante Comandante Paulo Licati da Associação de Pilotos da Aviação Civil fez uma conexão entre o Painel 1 e o Painel 2., pois Fadiga é um dos fatores de risco associados à interface humana em operações complexas, como pilotar uma aeronave. A tecnologia tem efeitos positivos e negativos na fadiga, e o Comandante Licate trouxe o ponto de vista do operador nesse contexto, utilizando dados, exemplos e possíveis soluções.

No painel dois que fala sobre as emoções que  são características essenciais dos seres humanos. Contudo, podem ter impactos negativos na operação de sistemas complexos e em situações críticas. Este painel, usando casos recentes de acidentes, trata da análise do erro humano, de operações em condições críticas e dos fatores de profissionalismo para a segurança operacional, o  Ten. Cel. Marcelo Gobett, Comandante da Esquadrilha da Fumaça EDA – Pirassununga, introduz o tema do Painel trazendo uma visão, do ponto de vista de necessidades da operação de sistemas complexos em condições críticas (como no caso de voos espaciais ou voos acrobáticos a baixa altura). Na essência deste painel está o ser humano e os impactos das suas emoções nas decisões pressionadas pelo tempo. Aplica-se a todo tipo de atividade e situações de vida durante períodos de crise.

A Ten. Cel. Laura Marcolino, Psicóloga do CENIPA – Brasilia ministrou  sobre o ser humano e aviação que sem dúvida, nós, humanos, temos contribuído para a maioria dos acidentes registrados. Seríamos nós o elo fraco da corrente? A investigação de um acidente deve terminar na conclusão de que foi “falha humana”, ou deveríamos ir mais a fundo na busca pelas razões que levaram aquele operador a interpretar o cenário incorretamente e tomar uma decisão errada? Esta palestra tratou deste assunto extremamente polêmico na segurança operacional.

Já o Dr. Alfredo Guarischi, Cirurgião Oncológico DIRSA – INCa e Organizador do Congresso Safety e do GERHUS ministrou sobre o  CRM na Medicina e na Aviação sobre  o  que caracteriza o comportamento profissional nos aspectos de segurança,  e como  profissionalismo pode ser desenvolvido e promovido na cultura de organizações e  como criar os hábitos e padrões corretos.

A Profa. Dra. Selma Ribeiro, Presidente da Associação Brasileira de Psicologia da Aviação (ABRAPAV),fez a conexão do tema do Painel 2 com o Painel 3, trazendo as características e dificuldades dos aspectos humanos perante a importância de adaptação às novas legislações necessárias com o desenvolvimento da tecnologia e das operações. Na sequência da ideia, no final das contas, é o ser humano o eixo central do desenvolvimento da cultura de segurança que deve permear e solidificar as novas legislações. Já o  Juiz Federal especialista em segurança operacional, Dr. Marcelo Honorato,  ministrou sobre os agentes do sistema de segurança,  o que são fatores contribuintes e a fragilidade do sistema de informações essencial para a saúde da segurança. Como e quando a punição é aplicável.

Teve-se também a presença do Eng. Wagner William de Souza Moraes, Superintendente de Padrões  Operacionais da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), que ministrou sobre os desafios para adaptar e desenvolver um sistema prático e viável de implementar e aplicar normas e regulamentos eficientes nas atividades aeronáuticas no Brasil. Como será o futuro do setor e como isso vai interferir no dia a dia das tripulações. Além do Prof. Dr. James Waterhouse, Especialista em Projetos de Aeronaves e Diretor da Aeroalcool Tecnologia Ltda que mencionouque o Brasil tem uma das maiores indústrias aeronáuticas do mundo, no entanto está concentrado em uma única empresa.  Até hoje importamos aeronaves leves e helicópteros, motores e aviônica. Quais seriam as causas deste fenômeno e quais os caminhos poderiam ser trilhados para termos uma indústria geral aeronáutica mais forte e aumentar os benefícios da aviação geral para o país.

E por ultimo o seminário teve a ilustre presença do Astronauta Marcos Pontes, Único Astronauta Brasileiro  da NASA – ISS Soyuz TMA 8, que palestra apresentarou as  possibilidades, desafios e oportunidades no setor aeroespacial internacional.

O evento foi  uma grande oportunidade de conhecimento para todos os profissionais, em especial para os mais jovens, que hoje podem sonhar em desenvolver uma carreira de sucesso em um mercado mundial de tecnologia e operações aeroespaciais. E o Aeroclube de Ibitinga tem  o imenso prazer em poer fazer parte desta história.

 

Noeli Gama – Relações Públicas/Diretora Social                                                         relacoespublicas@aeroclubedeibitinga.com.br                                                                                                                                 (16) 3342 55 17